Mais um pra coleção

Por Alan Felipe, Bruno Cavalcanti, Bruno Oliveira e Marcus Rönn

A campanha da seleção brasileira feminina de vôlei na fase final do Grand Prix foi perfeita. Na edição de número 20 do torneio, que aconteceu durante o mês de agosto desse ano, as representantes brasileiras tornaram-se campeãs pela nona vez, com um desempenho extraordinário, onde, em cinco partidas disputadas, não perderam um set se quer.  E as adversárias não eram fáceis, Estados Unidos, Japão, Sérvia, Itália e China compunham junto com o Brasil o hexagonal final do torneio, no qual funciona o esquema de “todos contra todos”. Isto é, todos os seis times participantes têm que, necessariamente, enfrentar todos. Desse modo, quem somar mais pontos vence a competição.

JPN, View from Sapporo

Seleção brasileira campeã do Grand Prix 2013. (Reprodução: Foto do site oficial do torneio)

O Brasil começou e terminou o campeonato de forma avassaladora. Logo no primeiro jogo enfrentou a seleção norte-americana, a segunda maior campeã do torneio (cinco títulos) e até então detentora de três títulos consecutivos do Grand Prix.  O jogo foi mais fácil do que o esperado, parciais de 25/19, 25/12 e 25/10. Em seguida veio Japão que mesmo com a torcida ao seu lado, não apresentou dificuldades, parciais de 25/21, 25/22 e 25/17. Posteriormente veio a Itália e a Servia, está última protagonizou o jogo mais difícil que a seleção enfrentou no hexagonal final. Os resultados foram, respectivamente, 25/16, 26/24 e 25/11 e 27/25, 25/21 e 25/22. Chegamos então à grande final, China e Brasil entraram em quadra, na madrugada do dia 1,  com chances de ser campeã, a única diferença era que o Brasil tinha muito mais possibilidade e categoria para vencer, já que, caso vencesse somente dois sets e perdesse a partida no tie-break, o chamado “set desempate”, levaria a taça pra casa de qualquer forma. Mas nem precisou disso. Sem suas três principais estrelas, a China foi surpreendentemente atropelada pelas meninas brasileiras que fecharam o jogo com incríveis 3 sets a 0, parciais de 25/15, 25/14 e 25/20.

volei_cerimonia_de_premiacao01_0109_fivb

Melhores jogadoras do torneio. (Reprodução: Foto do site oficial da Confederação Brasileira de Volei)

Desta forma, o Brasil sagrou-se campeão do torneio com 15 pontos (100% de aproveitamento) seguido pela China, com 10 e pela Servia, com 8 pontos.  Além de mais um título, esse campeonato provou por que o Brasil é hoje a melhor seleção feminina do mundo, pois mesmo dentro de um processo de renovação, vide a convocação de jogadoras como a ponteiro Gabriela e as irmãs Monique e Michelle, continua despontando de um voleibol de altíssimo nível e que nos faz sentir cada vez mais orgulho da nossa seleção.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s