Boa e velha Augusta

Rua-Augusta---Marcelo-Cerri-Rodini

Rua Augusta.

Por Gabriela Orsini, Guilherme Katinskas e Rebeka Mallet

Conhecida desde sempre como um lugar para encontrar diversão, na Rua Augusta, não importa a hora do dia, você poderá ver jovens buscando por algo novo e diferente para fazer. Isso tudo começou no inicio da década de 1950, quando os moradores perderam o interesse pela rua e venderam suas casas para o comércio de alto luxo, cinemas, livrarias, restaurantes e danceterias.

A partir dos anos 1960 os bares e baladas cresceram, e a Augusta tornou-se sinônimo de diversão para os paulistanos. O movimento aumentou drasticamente, e mudanças tiveram que ser feitas para poder adaptar-se ao novo estilo. Estacionamentos foram construídos, reformaram o calçamento, retiraram alguns postes de iluminação que estavam velhos e deixaram a visão menos poluída sem os fios pendurados.

Dividida pela Av. Paulista em “Baixo” e “Alto” Augusta, é possível saber qual parte mais se encaixa no seu perfil pelo comércio que compõe as duas partes. No Baixo o ambiente é mais alternativo. As ruas que cortam são famosas, como a Frei Caneca, mais conhecida por reduto LGBT, mas essa área também é frequentada por emos, punks e clubbers, que chegam a invadir o espaço dos carros durante as noites de sexta e sábado.

Não apenas nos fins de semana que o público lota ruas e calçadas. A Rua Augusta é uma síntese do que é a cidade de São Paulo: ela nunca para. Durante a tarde famílias fazem compras e trabalhadores almoçam, e a noite o lugar se transforma num dos mais procurados para a curtição com os amigos e até mesmo com os desconhecidos.

A outra parte já é mais luxuosa. Localizada no bairro dos Jardins e cortada pela rua mais cara de São Paulo, a Rua Oscar Freire, o comércio é voltado para a classe alta, com artigos de luxo, baladas e bares caros, além de famosas galerias com produtos voltados a diversos tipos de gosto. Uma das mais famosas é a Galeria Ouro Fino lá presente a mais de 20 anos.

Um local com movimento mais intenso durante o dia, traz um público variado que procura por todo tipo de comercio. Consultórios de dentistas, lanchonetes, bares, lojas de roupa, escola de dança, academias, etc, suprem as necessidades de todo tipo de consumidor que frequentam a rua mais badalada de São Paulo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s