Grandes Condomínios, pequenos bairros

jardim-das-perdizes-perspectiva-total-do-bairro

Por Guilherme Katinskas e Rebeka Mallet

Na cidade de são Paulo está se tornando cada vez mais comum encontrar condomínios fechados e verticais que oferecem variados serviços para melhor acomodar a população que cresce desenfreadamente. Projetos como o “mini bairro perdizes” vem ganhando espaço devido à vasta procura por moradias em bairros mais nobres pela cidade, e ganha mais fôlego ao implantar empregos, lazer e segurança num mesmo espaço, sua própria casa.

Com previsão para ter entre dez mil e doze mil moradores, o Jardim das Perdizes será o maior condomínio fechado já construído na capital paulista. O maior atualmente é o “Portal dos Bandeirantes”, em Pirituba, na zona oeste, que possui vinte e sete torres e cerca de sete mil moradores. Com um aval dado pela prefeitura de são Paulo, o condomínio será construído na Avenida Marquês de São Vicente, na Barra Funda, zona oeste, em uma área de 250 mil m², uma área equivalente a 30 campos de futebol, com cerca de 30 torres sendo assim o maior da cidade. Além disso, o novo residencial vai manter aberto à população um parque de 30 mil metros quadrados com ciclovia, também como contrapartida pelo impacto causado na região. O minibairro também terá duas torres de uso comercial e pista de Cooper.

A aprovação de minibairros com apartamentos e escritórios na capital é defendida pelo Secovi (sindicato da habitação) como forma de agregar emprego e moradia em um mesmo lugar, o crescimento desses empreendimentos torna o trafego caótico em bairros mais procurados. O problema é o volume de carros que será lançado no bairro. O trânsito da Avenida Pompéia, por exemplo, vai sofrer uma interrupção só para os carros dos moradores entrarem. Uma das medidas utilizada para resolver tal situação é o investimento no desenvolvimento do bairro que o condomínio terá que disponibilizar.

Com tais fenômenos presentes nas grandes cidades, vemos que cada vez mais a segurança torna-se privatizada.  A segurança dos cidadãos não fica mais nas mãos de autoridades do governo mas na de empresas privadas, com tais condomínios resolvemos problemas como transito, porem perdemos uma proximidade com nossa cidade, ficando enclausurados em nossa própria segurança.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s