Alô, Foucault

Por Bira Iglecio, Julia Barreto, Thiago Mostazo

criolo2

Foi um soco.  Há duas semanas, o rapper Criolo lançou o single “Duas de cinco” e voltou a ser destaque na música brasileira. Quem achava que o rapper tinha se tornado mainstream, menos rap, mais samba, seguindo a linha de Marcelo D2, levou um soco. Quem achava que Criolo lançaria mais uma boa música, levou um soco. Isso porque o novo single surpreende a todos. Uma obra prima, uma poesia da realidade que vivemos atualmente, cercada de ambiguidades, problemas sociais e violência por parte do estado.

A música Duas de Cinco nos confirma que Criolo é um dos maiores poetas brasileiros da atualidade. Com um refrão que soa como uma apunhalada na classe média alienada, que veste seu “jaco califórnia azul” e se contenta com o que vem mastigado, Criolo deixa claro que o “pensar” foi esquecido. A partir daí, a música traz consigo os problemas relacionados ao uso das drogas, em especial o crack, que assombra parte da população, sendo um dos maiores problemas de saúde pública no país. Responsabilizando o poder público, como o mesmo fala, “Um governo que quer acabar com o crack, mas não tem moral pra vetar comercial de cerveja”, e não só recrimina as propagandas, mas incentiva o “glamour pro alcoolismo”.

O rapper não deixou passar em branco as manifestações que os professores do Rio de Janeiro organizaram, dando razão aos manifestantes, afinal, “no meio do caminho da educação, havia uma pedra.” Em meio a tudo isso, Criolo ri. Ri de nervoso, pois qualquer tentativa de lucidez é sufocada pelo governo, “cá pra nós, se um de nós morrer, pra vocês é uma beleza”.

“Alô, Foucault, cê quer saber o que é loucura? É ver Hobsbawn na mão dos boy, Máquiavel nessa leitura” e, assim, os intelectuais da classe média também foram atingidos pela crítica, mais que fundamentada, de Criolo. Afinal, teorizar a vida dos pobres é mais fácil do que vivê-la. Por fim, mostra o luxo da vida burguesa, que gira em torno de “salto alto, MD, Absolut, Suco de fruta”, deixando no ar a questão “Tá bom ou quer mais açúcar?”

Confere aí!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s